Frente fria ameaça produção do milho no Paraná

0

Desde o último final de semana, o tempo no Paraná está mudando. A grande preocupação dos agricultores é o frio. O risco de geadas podem prejudicar a colheita do milho. Já não bastava o período de estiagem de março a maio, agora a preocupação é com o frio.

Em algumas localidades no Paraná foram registradas chuvas de granizo, que acarretou em prejuízos de até 30% para alguns produtores. Uma das cidades que foram mais afetadas foi Campo Mourão, onde a situação está tirando o sono de muitos agricultores da região.

Já não bastava a grande estiagem, frente fria e chuva de granizo. Agora os produtores enfrentam também às “cigarrinhas”. Relatos de produtores dão conta que foram necessárias 4 aplicações ou mais de inseticida para amenizar as perdas nesta safra.

Frente fria ameaça produção do milho no Paraná
Frente fria ameaça produção do milho no Paraná / Pexels

Chuva no Paraná

Logo após um período de grande estiagem no Paraná. A chuva chegou para ajudar os produtores. Porém, com a chuva também veio o granizo e frio. De certa forma, as lavouras precisavam da água. Por outro lado, algumas perdas podem ser sentidas com o granizo e frio.

Produção do milho no Paraná

Cerca de 20% da produção “prevista” do milho no Paraná já foi negociada com antecedência. Até aí tudo bem, o problema é que quando foram negociadas o preço estava em até 45 reais. Porém, com o aumento histórico no preço esse valor quase que dobro praticamente. Atualmente o mercado está negociando entre 85 a 90 reais no Paraná.

Os chamados “contratos futuros” prejudicaram alguns produtores. Os quais venderam com antecedência algumas sacas de milho ou da soja para entregar na safra. A negociação feita lá atrás com o preço abaixo do atual deixaram alguns produtores sem boa parte da fatia, considerando o aumento significativo atual.

Leia também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.