Viver de apicultura é possível? Aprenda os primeiros passos para viver do mel da abelha, confira

Veja nossas dicas e inicie seu próprio negócio!

0

Hoje, 24 de abril, em Taubaté, nós da Agro e Jardim, da Agrorural.net, vamos te contar como funciona a apicultura no Brasil e te mostrar se vale ou não a pena viver disso atualmente. Portanto, se você tem interesse em iniciar nessa área, não perca nossas dicas de ouro ainda hoje!

Em síntese, a apicultura é a criação de abelhas com ferrão para fins comerciais, como a coleta de mel e produção de própolis. Além disso, atualmente tem-se criado também abelhas sem ferrão, que não são agressivas e ainda produzem um mel diferente. Quer saber mais sobre o assunto? Então venha conosco!

Leia mais: Conheça os benefícios da babosa aplicada na rosa do deserto

apicultura
Veja como começar na área da apicultura | Canva

Veja como começar na área da apicultura

Antes de mais nada, você deve começar escolhendo com quais abelhas quer trabalhar. Existem três formas de começar o apiário: comprando colmeias de outros apicultores, atraindo enxames para o local de produção ou capturar abelha na natureza. O primeiro é o mais simples e indicado, já que é um processo mais confiável, menos perigoso e você já pode pedir a estrutura pronta para comercializar.

Além disso, você ainda cria uma rede de apoio com outros comerciantes, com quem você pode fazer negócios ou pedir dicas futuramente. As espécies, por sua vez, são as de ferrão – maiores produtoras de mel – ou as sem ferrão, que produzem menos, mas são menos perigosas. Qualquer uma dela pode ser adquirida facilmente por esses meios acima.

Comece pela estrutura

Primeiramente, as abelhas devem ficar em cavaletes, preferencialmente de madeira. A distância do chão deve ser de, pelo menos, 50 metros e de 3 a 5 entre um cavalete e outro. Em relação aos quadros, de onde será retirado o mel, podem ser tanto de madeira como de plástico. Isso, portanto, vai depender de qual material você prefere para fazer a extração.

Alimentação das abelhas

Já sobre a alimentação, é sabido que as abelhas são grandes polinizadoras e se alimentam justamente disso. Portanto, você pode fornecer algumas plantações de flores que cada espécie prefere e completar o alimento com xarope à base de açúcar e água.

Entretanto, o xarope pode ser uma melhor alternativa se a produção ocorrer em maior escala. Ofereça o líquido durante 60 dias, trocando-o a cada 3 para que elas produzam bastante mel. No inverno, a tendência das abelhas é diminuir atividade, mas a alimentação ainda deve continuar para que elas voltem com tudo quando o clima esquentar novamente.

Último estágio da apicultura: colhendo o mel

Por fim, a colheita deve ocorrer após o período de 60 dias, com a remoção dos quadros, que estarão cheios de mel. Para isso, remova a cera de proteção nos favos com o garfo desoperculador, que é próprio para isso. Em seguida, deve-se colocar os quadros em uma centrífuga que separará o mel dos favos.

Ademais, deve-se colocar o mel em recipientes de inox e deixá-los descansar, dando início a um processo de decantação durante 7 dias. Por último, passado esse período, você pode passar o mel para baldes de plástico próprios para o armazenamento de alimentos e iniciar a comercialização da forma que preferir. Viu como é fácil entrar na área da apicultura?

Leia mais: Sinais que a sua suculenta não vai bem: aprenda como salvá-la

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.