Entenda quais as diferenças entre as torras do café e escolha sua favorita

Saiba qual a influência delas no sabor da bebida!

0

Você conhece as diferenças entre as torras do café? Em suma, cada uma delas confere notas diferentes aos grãos, que implicam diretamente no sabor e na qualidade da bebida. Atualmente, o preparo do café tem se tornado popular, mesmo que o brasileiro já esteja acostumado a consumi-lo diariamente.

Hoje, 13 de maio, em Taubaté, nós da categoria Café, da Agrorural.net, vamos te mostrar quais são essas diferenças, em que elas implicam e explicar um pouco melhor sobre a qualidade e diferença dos grãos. Portanto, não deixe e nos acompanhar abaixo para saber tudo isso se você é um apaixonado por café!

Leia mais: Quer cultivar Eucharis amazônica? Confira nosso passo a passo para plantar essa linda flor

diferenças entre as torras do café
Veja as principais diferenças entre as torras do café e entenda melhor do assunto | Canva

Veja as principais diferenças entre as torras do café e entenda melhor do assunto

Qual brasileiro não gosta de um café bem pretinho pela manhã, não é? Inclusive, há quem tome a bebida dessa forma: forte, amarga, sem açúcar ou leite, apenas o café preto. Contudo, o que muita gente ainda não sabe é que, essencialmente, o café não é totalmente preto e nem amargo: ele é clarinho e tem um sabor doce natural. Agora, você sabia que o processo de cultivo, mas principalmente a torra têm a ver com essa influência no sabor?

Quando há a colheita dos grãos, o café precisa passar por esse processo de torra, que realmente torra os grãos em níveis específicos para conferir um sabor e até notas marcantes. O café que chega às prateleiras dos mercados normalmente tem a torra escura, que confere a ele esse sabor mais amargo. Venha descobrir porquê isso ocorre!

Torra clara

A princípio, o grão de café tem uma acidez característica e, na verdade, é bastante doce naturalmente. Quando a torra é mais leve, preserva-se algumas dessas características, conferido à bebida um tom mais claro (o que muita gente chama de “chafé”), avermelhado, que mantém um sabor adocicado e suave. Por esse motivo, muitos cafés de especiaria recebem esse tipo de torra, para que o consumidor sinta o verdadeiro sabor do grão.

Torra média

Em suma, a torra média é aquela que fica entre a clara e a escura, ou seja, “no ponto”. Enquanto ele não é tão escuro quanto um café de torra escura, ele ainda possui um pouco mais de amargor e também é mais encorpado. Dessa forma, muitos dos óleos essenciais naturais dos frutos de perdem, mas torna o pó perfeito para coar. Isso porque preserva mais o sabor adocicado.

Torra escura

É a mais comum nas prateleiras do mercado, conferindo um café preto, amargo e sem os toques adocicados que inicialmente estão presentes nos grãos. A partir daqui, a bebida ganha uma coloração bastante escura, porque os grãos chegam a um ponto de quase queima, o que influencia também no sabor. O amargo do café, basicamente, se deve à queima dos grãos.

Agora você sabe quais as diferenças entre as torras do café! Qual é a sua favorita? Já experimentou todas? Conte para nós nos comentários!

Leia mais: Como plantar milho de pipoca e fazer uma boa renda, confira as dicas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.